De TUDO um pouco... mas nem tanto!

Este é o Blog de Alexandre Cartianu. Ele sempre estará em manutenção (o blog!), por isso, não se incomode. Sinta-se em casa! Relaxe, fique à vontade para participar e colaborar. Aproveite muito, divirta-se e fique bem... SEMPRE!

My Photo
Name:
Location: Campinas, SP, Brazil

Sunday, January 11, 2009

A Equipe de Redação de


FOLHETIM

o jornalzinho de bolso mais informal do que nudista flagrado no toilete



esplendorosamente



* apresenta *


Protesto sobre a extinção do trema


Discurso protestativo produzido por um de nossos notáveis redatores, seguindo as novas normas da Língua Portuguesa, depois dessa última avacalhação gramatical


Caros lingistas, como se segUe, estou me sentindo incuestionavelmente anicuilado pela triste cuestão cue nos colocou a recente incapacidade de distingUir o U do ekestre do U do cueijo! Por cue os senhores e senhoras lingistas ecuipararam estes Us tão inecuivocamente diferentes, criando tamanha ambigidade???


Estou cuerendo ainda entender esta decisão, porcue eu não agento ficar sem o trema!!! Não posso mais beber um líkido sem sofrer por isso, nem posso mais dizer mico-sagi!!! Para cuem é bilinge, pode não ser tão incuietante. Porém, mesmo assim, o cue será de todos os GUilhermes, Cuerências, RodrigUes? Sem mencionar a Cuircuísia!!! Pobre Cuircuísia... Não será menos incuietante do que chamar as Gianas de... GIANAS... e a GUiné de GUiné!


ProssegUindo, e as gUerras, as gUeixas, se não cuestionarmos as consekências e sekelas desta verdadeira quatástofre... digo, catástrofe? Eu, por exemplo, não vi qualcuer encuete sendo argida à minha elokente pessoa! Quando isso será feito? Quando???

Cuem sabe se foi pregUiça dos lingistas, ou cuiçá terá sido a frekente vitória da inikidade cue blocueiou os vasos sangineos de suas mentes desecuilibradas??? Qual seria a causa? NingUém responde este cuesito!


Na likidação da nossa cuerida língística, cinkenta anos não serão o suficiente para cue eu, gUiado pelas boas normas do portugUês, escUeça-me do crime praticado contra o nosso trankilo amigo, o bem-cuisto trema!

Um sekestro escuisito, qualificado, cue incuina nossa lingiça, nosso cuibe, nosso cuindim e nosso cuiabo na gUinada cuixotesca de um lingista inconsekente!


Eis, por consegUinte, minha cueixa lingística!



Cuinta-feira, cuinze de julho do ano subsekente.

Ano subsekente: 2008.


Doutor Acuino Kércia GUimarães Albucuercue, Professor de Cuímica

2 Comments:

Blogger Fernanda said...

Amei simplesmente! Tudo muito maravilhoso! Muito sucesso neste novo ano!

5:53 AM  
Blogger Alexandre said...

Uau, primeiro comentário do blog! :oD Obrigado, querida Fernanda!!!

6:24 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home